Estudo da ADVISIA Analytics prevê 9 medalhas de ouro para o Brasil e melhor campanha da sua história

paralimpiadas

Após 7 anos do seu anúncio e com muita expectativa, os Jogos Olímpicos Rio 2016 começam nessa sexta-feira. São esperados 10.500 atletas de 208 países para lutarem por 971 medalhas em 42 modalidades.

Efeito Sede
A ADVISIA Analytics, consultoria especializada em advanced analytics e Big Data, analisou os Jogos Olímpicos desde Roma em 1960 e concluiu que o efeito sede é fundamental para o aumento do número de medalhas. Nas últimas edições, os países sede tiveram aumento entre 23% e 59% no número total de medalhas em relação à edição anterior.

Total de medalhas – efeito sede
Olímpiadas

Recorde em medalhas do Brasil
A ADVISIA Analytics estima que o Brasil ganhará 27 medalhas, sendo 9 de ouro.

A confirmação desses resultados representará pelo menos dois recordes históricos para o esporte olímpico do país. Até hoje, o recorde de medalhas foi em Londres 2012, onde os brasileiros trouxeram 17 medalhas para o país. Já o recorde de medalhas de ouro foi conquistado em Atenas 2004, com o total de 5 medalhas douradas.

Medalhas de ouro

Olímpiadas

 

Total de medalhas

Olímpiadas

Top 10
Durante a sua preparação, o COB (Comitê Olímpico Brasileiro) definiu como meta ficar no Top 10, o que seria a melhor posição geral do país no quadro de medalhas em uma edição dos Jogos. Nos últimos 24 anos, o Brasil nunca superou a 16ª posição no quadro de medalhas.

Ranking do Brasil
Olímpiadas

A suspensão de atletas russos em decorrência do escândalo de doping dificultará o atingimento da meta, pois deverá favorecer países como Ucrânia, Hungria e Itália. Apesar disso, a ADVISIA Analytics prevê que o Brasil atingirá a meta e finalizará os Jogos na 10º posição geral.

No topo da tabela, os Estados Unidos devem superar a China e serem os primeiros colocados nos Jogos do Rio. A terceira posição, após a definição da suspensão de parte da delegação russa, deverá ficar com o Reino Unido.

Previsão de medalhas Rio 2016

Olímpiadas

Metodologia
Todo o estudo foi feito através da aplicação de técnicas estatísticas, com base nos resultados históricos desde os Jogos Olímpicos de Roma em 1960 em conjunto com dados macroeconômicos de cada país e efeito sede.

O trabalho faz parte da dedicação da empresa à sua grande missão: como transformar dados em insights através do desenvolvimento e implementação de análises inovadoras – característica que levamos aos nossos clientes desde 2012, ano da nossa fundação.